O que Fazer no Tempo Livre?

Existem momentos na nossa vida que queremos deixar o trabalho e a rotina de lado para ter momentos para relaxar e aproveitar. Veja abaixo uma lista do que você pode fazer nos seu tempo livre:

1 – Ler

Muito óbvio? Talvez, mas é barato e se você gosta de fazer isso, nunca ficará sem um livro novo e sempre estará por dentro das novidades. Encontre um suprimento infinito de coisas para ler na Internet, pegue livros usados ​​em vendas de garagem e brechós, ou aproveite seu cartão de biblioteca grátis e tenha acesso a tudo, desde os clássicos antigos até os mais recentes best-sellers.

2 – Escrever

A escrita oferece uma série de benefícios, dos quais o melhor é aprender a escrever melhor, construindo seus pensamentos no papel. Trabalhe com os seus problemas escrevendo no diário ou deixe algo memorável para seus descendentes escrevendo suas memórias. Se você ainda não está pronto para colocar sua vida no papel, tente escrever sobre a vida de outra pessoa, ou escreva sobre uma causa ou evento que você acha importante ou até um resumo da sua novela preferida.

Ou apenas faça a coisa toda. Uma das grandes coisas sobre escrever ficção é que você tem controle sobre como a história se desenvolve. Não sabe por onde começar? Deixe este prático gerador de plotagem online começar para você.

3 – Andar

Apesar de serem óbvios os benefícios cardiovasculares, caminhar é uma ótima maneira de limpar a cabeça, relaxar um pouco e aproveitar o ar livre. Você pode caminhar pela trilha em seu parque local ou simplesmente passear pela vizinhança depois do jantar. Os benefícios são os mesmos e são gratuitos.

4 – Desenhar

Se você não se identifica cm a pintura, tente desenhar. Sketchbooks são relativamente baratos e fáceis de carregar, para que você possa levar o seu hobby com você onde quer que vá. E como a pintura, você pode se autodidatar usando livros, instruções on-line e muita prática.

5 – Cozinhar

Esqueça as misturas pré-embaladas e as latas compradas em lojas – há algo de cozinhar e assar do zero que parece quase espiritual. Talvez seja o aspecto criativo de juntar tudo, provar e ajustar ao longo do caminho para ter certeza de que sua receita é a correta. Talvez seja a satisfação de ver a sua criação sair bem, uma manifestação de todo o amor e intenção que foram feitos. Talvez seja a apresentação, com todos os chuviscos e salpicos que transformam o seu prato em arte.